terça-feira, outubro 27

Castigue-me


                            Castigue-me infinitamente com seu amor. Com esse seu estranho modo de amar, que me engana e me faz sofrer, e ao mesmo tempo me prende e me faz te querer.
Só te peço que não me beije de olhos abertos, um beijo sem paixão, por conveniência, se for me beijar, que seja de olhos fechados, pois seus olhos fechados me deixam ver tua alma.
Não me ame apenas por prazer, tenha sentimento, tenha vida, tenha segredos compartilhados, me ensine a ser sua que eu te ensinarei a ser meu.
                                   Não peço jamais que seja eterno, pois de ilusões já estou farta, o eterno é algo relativo, e quando se põe amor ao lado de eterno, as chances são maiores de haverem mentiras escondidas. 
Só peça que seja verdadeiro, que haja sinceridade. Não acordarei bela em todas as manhãs, irei querer outros, do mesmo modo que você irá querer outras, não te peço que seu corpo seja fiel á mim, só espero que sua alma seja.
Não peço que me entenda, pois jamais seremos capazes de entender o que se passa dentro de outra pessoa, pois palavras mentem, pessoas mentem, e através de mentiras não se pode construir nada que valha á pena.
                                 Peço que me ame pelo que você vê, pelo que ouve de mim, pelo modo como me sente!
Não te pedirei nada que eu mesma não poderia te dar, pois o nosso amor será construido a cada dia, serão descobertas e doações mútuas de alegrias e tristezas, só me deixe te conhecer e te amar. 
Que não seja infinito, que não seja entrega total, que tenha pés no chão, que tenha amor próprio e principalmente ... que dure enquanto nossos corações estiverem cheios, pois á partir do momento em que a primeira gota de amor cair, irei preferir partir com bons momentos, sem deixar que os maus nos alcancem e estraguem o que conseguimos construir.

Um comentário:

  1. Castigo... esse vc vai lher para mim. hahaha... deu corda, se enforcou!

    ResponderExcluir